MAIS UM - R$ 160 milhões em reforços no Atlético. Sampaoli insaciável | Noticias Tudo Aqui!

MAIS UM - R$ 160 milhões em reforços no Atlético. Sampaoli insaciável

Compartilhe:

Líder do Brasileiro segue reforçando seu time. Contratou o promissor argentino Zaracho. Mecenas, donos da construtora MRV, bancam reforços

 

Jorge Sampaoli vislumbrou o futebol deste país, em 2019.

Com o limitado elenco do Santos, conseguiu ser segundo do Brasil.

Mas ele sabia.

O Flamengo de Jorge Jesus era imbatível.

Ainda mais vivendo de salários atrasados, falta de reforços e promessas vazias do então presidente santista, José Carlos Peres.

Ele tratou de ir embora.

Acreditou que no Palmeiras poderia montar uma equipe para fazer frente ao Flamengo, conquistar a hegemonia no Brasil e na América do Sul.

Só que o presidente Galiotte não quis pagar R$ 1,2 milhão de salários e garantir um mínimo de R$ 100 milhões em contratações.

Não mentiu.

E Sampaoli foi procurado por Sérgio Sette Camara.

O presidente do Atlético Mineiro estava agoniado.

A contratação do venezuelano Dudamel havia sido um erro.

Sette Camara estava rompido com o ex-presidente Alexandre Kalil, seu mentor e quem o colocou para comandar o Atlético.

Seu sonho é a reeleição.

Precisava de um fato novo.

E decidiu ceder às exigências de Sampaoli.

Como o clube também vive a realidade de sua arena, nada mais natural para Sette Camara combinar com os donos da construtora do estádio, a MRV.

E Rubens Menin e Rafael Menin decidiram investir forte no time. Para ser o mais forte do Brasil, da América do Sul. E quando a arena estiver pronta, em 2022, garantir muito dinheiro com uma equipe fortíssima, vencedora, entrosada e hegemônica.

O retorno também virá em futuras vendas desses atletas.

Ótimo negócio para a MRV, que tem patrimônio de R$ 4,9 bilhões.

Por isso, o clube gastou mais de R$ 140 milhões em contratações.

Foram dez atletas desde que Sampaoli chegou.

Zaracho é um jogador com grande potencial. Cobiçado meia

Mariano, Júnior Alonso, Bueno, Alan Franco, Nathan, Eduardo Sasha, Marrony, Keno e Everson.

E agora acaba de confirmar o décimo reforço.

Matías Zaracho, meia argentino de 22 anos, do Racing. O preço: 6 milhões de euros, R$ 33,2 milhões. Por 50% dos direitos do promissor jogador. 

Ele era sonho do técnico Coudet, do Internacional, mas o dinheiro da MRV desequilibrou o duelo.

A chegada de mais um estrangeiro faz parte do plano preparado meticulosamente por Sampaoli

No Brasil, só podem ser relacionados para uma partida cinco estrangeiros.

Quando o treinador argentino chegou em Belo Horizonte, ele percebeu que teria de se livrar de alguns atletas do exterior.

E foi racional.

Casares e Otero foram para o Corinthians.

Lucas Hernández foi para o Cuiabá.

Ramon Martínez ao Coritiba.

Dylan Borrero segue sendo observado.

Sem quatro estrangeiros, o clube pôde seguir observando o mercado sul-americano.

Sampaoli segue insistindo em um atacante do Boca Juniors, Sebástina Villa.

O clube argentino aceita a mesma proposta que seduziu o Racing: 6 milhões de euros por 50% dos direitos do jogador.

Só que o colombiano de 24 anos tem um grave problema.

Foi acusado de agredir sua companheira, Daniela Cortez, com socos.

Ela postou imagens com a boca sangrando nas redes sociais.

Sette Camara, a princípio, vetou.

Sampaoli tem como grande adversário o Flamengo de Domènec

Mas a contratação de Robinho pelo Santos pode ter feito com que mudasse de ideia.

Se o colombiano não vier, o chileno Eduardo Vargas segue sendo um pedido do treinador atleticano.

Sampaoli está cumprindo o que prometeu.

O Atlético Mineiro é o líder do Brasileiro.

E segue cada vez mais forte.

Desta vez, pronto para desafiar o Flamengo.

Sem Jorge Jesus, ainda se adaptando a Domènec Torrent.

E dividido pela Libertadores, que o time mineiro não disputa.

A hegemonia do Brasil custa caro.

Mas os mecenas do Atlético têm esse dinheiro.

Zaracho é mais uma resposta.

E Sampaoli quer mais.

É insaciável...

Fonte: R7

 


 Comentários
Noticias da Semana
Dicas para te ajudar
TV Tudo Aqui