A imaturidade de Paulo | Notícias Tudo Aqui!

A imaturidade de Paulo

Compartilhe:
ColunistaDouglass Suckow

Acho muito interessante quando a gente percebe que na busca pela maturidade ministerial todos já tropeçaram em algum aspecto.

Paulo, no início da carreira ministerial, dá sinais, a meu ver, de imaturidade. Ele prega em Corinto (Atos 18) e lá não aceitam sua palavra e ainda o insultam. Todo pregador, na fase inicial do ministério, tem o afã de ver resultados imediatos, e com Paulo não foi diferente. O cara sacudiu a roupa e meteu a sentença: "caia sobre a cabeça de vocês seus pecados".

A noite o Senhor aparece pra ele e o encoraja, dizendo: "relaxa meu, continue pregando, não pare, é assim mesmo" (nas minhas palavras). Acho que ele tava muito frustrado, mas tinha que aprender com aquilo.

Mais tarde, anos depois, já mais maduro, escrevendo à igreja que foi estabelecida naquela mesma cidade, Corinto, ele escreve o ensinamento que aprendeu: "Eu apenas preguei, Apolo depois regou, mas quem dá o crescimento mesmo é Deus, ou seja, é com o tempo" (1 Co 3).

Portanto querido irmão (a), nada de imediatismo, exceto se Deus quiser que assim o seja. Tenha calma, os resultados sólidos só vêm com o tempo. Demora, mas permanece.

Ah, e antes que eu me esqueça de dizer, nem sempre será através de nós. Nós daremos apenas uma CONTRIBUIÇÃO.

Deus Abençoe

Pr Douglass Suckow


 Comentários
Dicas para te ajudar
TV Tudo Aqui