IMPUNIDADE CRIMINOSA - Motorista sem CNH atinge motoneta violentamente, mata condutor, recusa bafômetro e é liberado | Notícias Tudo Aqui!

IMPUNIDADE CRIMINOSA - Motorista sem CNH atinge motoneta violentamente, mata condutor, recusa bafômetro e é liberado

Compartilhe:

Acidente fatal aconteceu no sábado à noite em Juína, na divisa de RO com MT

 

Um motorista sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que conduzia uma caminhonete Toyota Hilux atropelou e matou um motociclista em Juína, cidade de Mato Grosso a 240 km de Vilhena, na noite de sábado, 06. O acidente, registrado na Avenida JK, no bairro Vila Operária, tirou a vida de um homem de 53 anos, identificado como Francisco das Chagas, foi filmado por câmeras de monitoramento da região.
 
A gravação mostra o momento exato em que a picape conduzida por Fábio Lázaro Lima e Oliveira, de 35 anos, passa em alta velocidade e atinge a Honda Biz e cor verde, que era pilotada Francisco. Conforme informações do site Juína News, Fábio Oliveira se recusou a fazer o teste do bafômetro.
 
O motociclista seguia do bairro São José do Operário e tentava atravessar a Avenida JK, quando foi violentamente atingido pela Hilux. Com a força da violenta batida, a moto ficou completamente destruída e a camionete foi parar cerca de 100 metros à frente, com danos na parte frontal esquerda.
 
A Polícia Militar foi a primeira a enviar uma equipe ao local, onde encontrou a vítima caída no canteiro central. Em seguida, uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou e os socorristas atestaram a morte do motociclista no local do acidente.
 
Com isso, houve isolamento do trecho para aguardar a chegada de equipes da Polícia Civil e da Perícia Oficial (Politec) para os exames periciais e coletas de evidências antes da liberação do corpo para o Instituto Médico Legal (IML).
 
O motorista da Hilux se queixava de dores nas costelas e foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foi atendido e liberado em seguida. Fábio foi encaminhado à delegacia, acompanhado por um advogado e não ficou detido. A Polícia Civil vai investigar a dinâmica do acidente e deverá utilizar as imagens do acidente para auxiliar nos trabalhos investigativos.


Fonte: Juína News
Autor: Da redação


 Comentários
Dicas para te ajudar
TV Tudo Aqui