Após fazer cirurgia plástica, mulher senti dor nas costas e morre | Noticias Tudo Aqui!

Após fazer cirurgia plástica, mulher senti dor nas costas e morre

Compartilhe:

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga a morte de Shimene Aparecida Oliveira Souza, 36 anos, que morreu, no último sábado (27), no hospital Sotrauma em Cuiabá, depois de passar por uma cirurgia plástica e sofrer complicações. O procedimento estético feito pela paciente não foi divulgado pela polícia, nem pelo hospital.

Em nota, o hospital confirmou a morte da paciente, porém descartou qualquer negligência. Informou ainda, que o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para investigação. [veja na integra no final da matéria] Segundo a polícia, a paciente deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na sexta-feira (26). Segundo os médicos, ela tinha insuficiência respiratória aguda e foi internada para tratamento de pneumonia e derrame pleural [água no pulmão].

Shimene morreu um dia depois de dar entrada na unidade. À polícia, o marido da vítima contou que ela reclamou de dor nas costas logo que chegou em casa após ter alta. Em consulta médica, o profissional diz ter identificado uma pneumonia, receitou antibióticos e a liberou.

Mesmo com o tratamento, Shimene continuou sentido dores e procurou uma UPA. Na unidade, ela foi diagnosticada com água nos pulmões. Sob orientação do profissional, a paciente foi levada novamente para o hospital responsável pela cirurgia. Segundo o boletim de ocorrência, “somente após insistirem muito no hospital onde ela havia sido operada é que ela foi internada”. Nas redes sociais da jovem inúmeras mensagens de luto foram postadas. A Polícia Civil segue investigando o caso.

Veja a nota na íntegra

Paciente internada neste hospital em PO tardio de cirurgia plástica, para tratamento de pneumonia complicada com derrame pleural, evoluindo com piora súbita, deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no dia 26/07/2019 ás 09:00h em insuficiência respiratória e choque hemodinâmico.

Iniciado na unidade terapias seguindo guidelines atuais para sepse e choque. Paciente manteve-se refratária ao tratamento instituído, evoluindo com piora clínica e óbito no dia 27/07/2019 ás 21:03h.

Optou-se junto a família, o encaminhamento ao Instituto de Medicina Legal (IML) para elucidar a causa mortis.

Fonte: O Bom da Noticia 


 Comentários
Dicas para te ajudar
TV Tudo Aqui