CHAPA QUENTE - A PF só precisou de 30 minutos para juntar provas contra prefeita de Guajará-Mirim | Notícias Tudo Aqui!

CHAPA QUENTE - A PF só precisou de 30 minutos para juntar provas contra prefeita de Guajará-Mirim

Compartilhe:

 

A secretaria de obras de Guajará é praticamente uma secretaria fantasma, já que lá, CINCO pessoas é que mandam: A prefeita, o marido dela, o secretário, que é um tipo de menino de recados do marido, um ex-vereador que teve os direitos políticos suspensos por oito anos e outro sujeito com a alcunha de “ROLEIRO”.

O fato de “quase nunca” encontrar alguém na secretaria, fez com que a PF fizesse campana, para poder agir e isso só aconteceu às 11h30. Tudo foi muito rápido, durando aproximadamente 30 minutos e segundo nossa fonte, foram apreendidos vários documentos e encaminhados para a superintendência da PF local.

A operação, que não teve divulgação da Policia Federal, foi desencadeada após os vazamentos de áudios, vídeos e fotos que comprovam a pratica de crimes de improbidade administrativa por parte da prefeita RAÍSSA PAES e do crime de Usurpação do poder por parte de seu esposo ANTÔNIO BENTO DO NASCIMENTO, além de crimes de peculato envolvendo servidores da administração municipal, por utilizarem de bens públicos em beneficio próprios e do esposo da prefeita.

RELEMBRE O CASO: Vazam áudios, fotos e vídeos, comprovando a usurpação de poder em Guajará-mirim por parte de Antônio bento, marido da prefeita Raissa Paes

Após a notícia de utilização de máquinas da Prefeitura em propriedade rural particular, a Promotoria de Justiça de Guajará-Mirim realizou diligências preliminares, resultando na colheita de elementos mínimos de informação capazes de apontar a prática de conduta ímproba.

Diante desse quadro, instaurou-se Inquérito Civil Público para investigar suposto ato de improbidade administrativa, lesivo ao patrimônio público e causador de enriquecimento ilícito, consistente na utilização de máquinas pertencentes à Prefeitura de Guajará-Mirim, bem como de servidores públicos, em propriedade rural do esposo da gestora do Município.

Uma outra secretária envolvida na questão que pode custar o cargo da prefeita RAÍSSA é a de Agricultura (SEMAGRIP), onde supostamente um vereador é quem controla tudo, inclusive a escolha do secretário e isso também está na mira da Policia Civil.

(newsrondonia)


 Comentários
Noticias da Semana
Dicas para te ajudar
TV Tudo Aqui