AFUNDO BRASIL - O famoso shopping que tem ordem para que 50% dele seja penhorado por dívidas e a real situação agora | Notícias Tudo Aqui!

AFUNDO BRASIL - O famoso shopping que tem ordem para que 50% dele seja penhorado por dívidas e a real situação agora

Compartilhe:

Um dos shoppings mais amados do Brasil tem ordem de penhora de 50% para pagamento de dívidas

 

Nos últimos meses uma notícia pegou bastante gente de surpresa, ao ser anunciado que o Shopping mais amado do Brasil, teve uma penhora de 50%  determinada pela Justiça de SP.

O motivo da penhora, de acordo com o que foi noticiado pelo G1, o portal de notícias da Globo, foi para pagamento de dívidas em favor do falido Banco Santos. Vamos entender melhor a real situação?

Estamos falando do famoso Shopping Eldorado, que fica na Zona Oeste da capital paulista. Para entender detalhes sobre o assunto, acontece que a Justiça de São Paulo acabou batendo o martelo e determinando a penhora do fundo de investimento imobiliário responsável por 50% da exploração do prédio do Shopping Eldorado.

Além disso, também entraram em questão outros bens pertencentes ao Grupo Veríssimo para pagamento de dívida do extinto Banco Santos.

Dessa forma, de acordo com a fonte, acontece que o Banco Santos  ajuizou ação de execução contra João Alves Veríssimo Sobrinho e Adelino Alves Veríssimo, a ação seria em razão de dívidas sobre um contrato que aconteceu em 2004 no valor de R$ 32,4 milhões.

Dessa forma, como a dívida referente aos nomes citados não foram pagas, a Justiça se firmou em sua decisão. 

Além disso, vale salientar que, com o passar de tantos anos, foi solicitada então desconsideração de personalidade jurídica do grupo por suspeita de blindagem patrimonial por parte da família Veríssimo, e o valor atualmente estaria em R$ 487,2 milhões.

“É ato notório que a família Veríssimo é proprietária do conglomerado Condomínio Centro Empresarial Eldorado, constituído no Shopping Eldorado”, diz a 13ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça.

“O que se denota é que os devedores constituíram tais pessoas jurídicas visando ‘esconder’ seus bens, e evitar o pagamento de seus credores”, decidiu Heraldo de Oliveira, desembargador relator do caso.

Fica patente a confusão patrimonial entre as empresas, seus familiares e os devedores, configurando grupo econômico constituído para ocultar o patrimônio dos executados e evitar o pagamento de suas obrigações”, completou.

O que aconteceu com o Banco Santos?

Para quem não sabe, o Banco Santos faliu no ano de 2005. Segundo informações divulgadas pelo Banco Central na época, o Banco Santos infringiu as normas que regem a atividade bancária.

(otvfoco)


 Comentários
Dicas para te ajudar
TV Tudo Aqui