ENFIM, DESENCANTOU - Róger Guedes marca duas vezes e Corinthians vence a primeira sob o comando de Luxemburgo | Notícias Tudo Aqui!

ENFIM, DESENCANTOU - Róger Guedes marca duas vezes e Corinthians vence a primeira sob o comando de Luxemburgo

Compartilhe:

Com o resultado, Timão soma 8 pontos e deixa a zona de rebaixamento

 

A primeira vitória do técnico Vanderlei Luxemburgo nesta passagem pelo Corinthians veio em jogo contra o Fluminense neste domingo (28) por 2 a 0 no Campeonato Brasileiro.

O primeiro tempo foi de amplo domínio do Fluminense, que ocupou o campo de ataque e cansou de criar perigo ao goleiro Cássio. Já a segunda etapa foi bastante nivelada, com um Corinthians agressivo.

O primeiro gol da partida na Neo Química Arena foi marcado pelo atacante Róger Guedes após belo passe de Matheus Bidu e assistência de Yuri Alberto, aos 14 minutos do segundo tempo.

Já o segundo gol, veio nos acréscimos, aos 47 minutos, também pelos pés do camisa 10 do Timão.

Agora, o Corinthians ganha um pouco de tranquilidade e aguarda seu próximo jogo, contra o Atlético-MG, nesta quarta-feira (31), pelas oitavas de final Copa do Brasil.

Na ida, no Mineirão, perdeu por 2 a 0. Com isso, precisará de um triunfo ao menos por dois gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis.

Já o Fluminense, também pelo torneio nacional, enfrenta o Flamengo, na quinta-feira (1), no Maracanã. No primeiro duelo, houve empate por 0 a 0. Quem vencer avança às quartas de final.

Treinadores trabalhando!

O Corinthians não pôde contar com Paulinho, que se lesionou na partida contra o Argentinos Juniors. Desta forma, o técnico Vanderlei Luxemburgo foi obrigado a mexer na escalação e optou pelo jovem Roni na cabeça de área.

O Fluminense, por sua vez, não teve Keno, Alexsander e Marcelo. Com isso, Guga, Martinelli e Lima ganharam vaga na equipe comanda interinamente por Eduardo Barros.

Itaquera fria e Corinthians morno

Apesar de ser mandante, o Corinthians passou longe de usar o fator casa ao seu favor, ao menos nos primeiros minutos.

A atuação da equipe de Vanderlei Luxemburgo fez jus ao clima frio da Neo Química Arena, que não deu esboços de sol em nenhum momento da tarde.

Foi o Fluminense quem deu as credenciais iniciais da partida. O time comandado provisoriamente por Eduardo Barros controlou as ações e fez Cássio trabalhar em chutes de fora, infiltrações e cruzamentos para a grande área.

Sem Diniz, mas com Diniz

O Fluminense foi comandado em Itaquera pelo auxiliar Eduardo Barros. Afinal, Fernando Diniz precisou cumprir suspensão ao ser expulso na derrota para o Botafogo, na rodada anterior.

Apesar disso, todas as características típicas do Flu foram mantidas. Uma marcação pressão bastante intensa, insistência na construção de jogadas desde o goleiro e as famosas tabelas, aglomerando jogadores no setor da bola.

Chorado também vale!

O Corinthians conseguiu ficar à frente no placar pela primeira vez sob o comando de Vanderlei Luxemburgo.

Aos 14 minutos da primeira etapa, Roni recuperou bola no meio de campo e acionou Matheus Bidu, em velocidade, pelo lado esquerdo.O lateral ergueu a cabeça e cruzou para Yuri Alberto.

Livre, no segundo pau, o camisa 9 escorou para Róger Guedes completar para o gol vazio e abrir o placar para o Timão. Um gol chorado, mas de muito valor para o corintiano.

Parecia um gol!

O ânimo da Fiel, obviamente, alterou completamente com o gol de Róger Guedes, aos 14 minutos da segunda etapa. Pouco depois, porém, a torcida presente na Neo Química Arena praticamente comemorou outro gol em um momento que a bola nem estufou as redes.

Foi exatamente no momento que o técnico Vanderlei Luxemburgo chamou Renato Augusto para o jogo. Ídolo do clube, o camisa 8 voltou a jogar após dois meses de recuperação de uma artroscopia no joelho esquerdo.

Já aos 47, Róger Guedes aproveitou cruzamento de Renato Augusto e ampliou para 2 a 0.

CORINTHIANS 2 x 0 FLUMINENSE

Corinthians: Cássio; Bruno Méndez (Fagner), Gil, Murillo e Matheus Bidu; Roni, Fausto Vera e Maycon (Renato Augusto); Adson (Wesley), Róger Guedes e Yuri Alberto

Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Fluminense: Fábio; Samuel Xavier, Nino, Felipe Melo (John Kennedy) e Guga (Giovani); André, Martinelli, Lima (Arthur) e Ganso; John Arias e Germán Cano (Lelê).

Técnico: Eduardo Barros.

(cnn)


 Comentários
Dicas para te ajudar
TV Tudo Aqui