MALÁRIA AINDA MATA - Prefeitura reforça a importância da prevenção e diagnóstico precoce para evitar complicações da doença | Notícias Tudo Aqui!

MALÁRIA AINDA MATA - Prefeitura reforça a importância da prevenção e diagnóstico precoce para evitar complicações da doença

Compartilhe:

Tratamento é simples, eficaz, gratuito e está disponível na rede municipal de saúde, na zona urbana e rural

 

 

Febre alta, calafrios, tremores, suor e dor de cabeça podem ser sintomas de malária, uma doença infecciosa transmitida através da picada da fêmea infectada do mosquito tipo Anopheles. Para alertar sobre a doença, a Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), reforça a importância da prevenção, diagnóstico precoce e tratamento, disponível na rede municipal de saúde.

Antes de apresentarem os sintomas mais característicos, algumas pessoas também relatam a presença de cansaço, falta de apetite, náuseas e vômitos.

TRANSMISSÃO

A prevalência do mosquito transmissor da malária é maior em áreas alagadas com água limpa, sombreada e de baixo fluxo, encontradas em grande escala na região amazônica. A espécie costuma aparecer com maior incidência ao entardecer e no amanhecer, porém não é raro ser encontrada durante o período noturno.

Os sintomas da malária podem aparecer em diferentes períodos, dependendo do tipo de espécie parasitária. Plasmodium falciparum, sintomas surgem após 7 dias; vivax, entre 10 e 30 dias para aparecer sintomas; e Plasmodium malariae, de 18 a 30 dias para a manifestação de sinais da doença.

Em Porto Velho, de 1° de janeiro até o dia 21 de junho, 2.340 pessoas testaram positivo para a malária, redução de 14% em comparação com o mesmo período de 2023, quando 2.740 casos foram confirmados na capital.

LOCAIS DE DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DA MALÁRIA

A malária tem cura e o tratamento é simples e eficaz, oferecido gratuitamente na rede municipal de saúde. No entanto, é fundamental diagnosticar e tratar a doença rapidamente, evitando, assim, complicações e gravidade.

Na zona urbana, o exame para diagnóstico da malária está disponível na: 1. UPA Leste - Diariamente 24h 2. UPA Sul- Diariamente 24h 3. PA José Adelino - Diariamente 24h 4. PA Ana Adelaide - Diariamente 24h 5. USF Ronaldo Aragão - Segunda a sexta-feira, das 7h às 18h 6. Cepem - segunda a sexta-feira.

Na zona Rural, a prefeitura de Porto Velho disponibiliza 26 pontos de atendimento com testagem para detecção da malária. São eles:

1 - USF Aliança - Segunda a sexta-feira
2 - Ponto de Apoio Agrovila KM 14) - Segunda a sexta-feira – 7h às 13h
3 - USF Colônia Nova - Segunda a sexta-feira
4 - USF Cujubim Grande - Segunda a sexta-feira
5 - ONG Jocum - Segunda a sexta-feira
6 - USF Rio das Garças - Segunda a sexta-feira
7 - UBS Vila Princesa - Segunda a sexta-feira
8 - UBS Abunã - Segunda a sexta-feira
9 - UPA Jacy Paraná – 24 horas
10 - UBS Santa Rita - Segunda a sexta-feira
11 - USF Nova Mutum - Segunda a sexta-feira
12 - USF Nova Califórnia – Segunda a sexta-feira
13 - UBS Gleba do Jamari – Caldeirita – Segunda a sexta-feira
14 - UBS Lago do Cuniã - Segunda a sexta-feira
15 - UBS São Carlos - Segunda a sexta-feira
16 - USF Fortaleza do Abunã - Segunda a sexta-feira
17 - UBS Vila Extrema - Segunda a sexta-feira
18 - UBS Vista Alegre do Abunã - Segunda a sexta-feira
19 - UBS União Bandeirante - Segunda a sexta-feira
20 - UBS Vila DNIT - Segunda a sexta-feira
21 - UBS Palmares - Segunda a sexta-feira
22 - USF Rio Pardo – Segunda a sexta-feira
23 - USF Calama – Benjamim Silva – Segunda a sexta-feira
24 - UBS Demarcação - Segunda a sexta-feira
25 - USF Nazaré - Segunda a sexta-feira
26 - UBS Santa Catarina - Segunda a sexta-feira

Texto: Semusa
Foto: Leandro Morais

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

 


 Comentários
Dicas para te ajudar
TV Tudo Aqui