JESUS, COMO NUNCA SE VIU - Ator que viveu Jesus em The Chosen lucrou R$ 100 com série | Notícias Tudo Aqui!

JESUS, COMO NUNCA SE VIU - Ator que viveu Jesus em The Chosen lucrou R$ 100 com série

Compartilhe:

Jonathan Roumie deu vida a Jesus em The Chosen e faturou R$ 100 após doar dinheiro para a produção independente

 

O cineasta e diretor Dallas Jenkins teve a ideia da série The Chosen: Os Escolhidos em 2017 e conseguiu arrecadar US$ 11 milhões — cerca de R$ 55 milhões — em doações para tocar o projeto. Uma dessas doações foi feita, inclusive, por um dos atores da trama, Jonathan Roumie, que interpreta Jesus Cristo na produção.

“Eu precisava trabalhar. O risco era não aceitar o emprego. Eu rezava por trabalhos como ator e, quando recebi o convite, foi como um milagre econômico enviado por Deus”, afirmou o ator ao Splash.

Ele contou ainda detalhes sobre a doação que fez para a série. “Eu consegui doar US$ 100 (cerca de R$ 500) para a primeira temporada. Acho que isso agora aumentou para cerca de US$ 120. A produção falou que me daria 120% do meu investimento de volta. Então lucrei 20 pratas (aproximadamente R$ 100 reais), o que foi incrível.”

Para as temporadas seguintes, o diretor arrecadou mais de US$ 30 milhões (em torno de R$ 150 milhões) em doações. Sucesso na Netflix, a trama tem, até agora, três temporadas.

“A chave para o sucesso é tornar a série tão acessível ao público e mostrar a humanidade de Jesus. Isso os torna relevantes e permite que aqueles que lutam com seus próprios problemas, aqui no século 21, se identifiquem”, avaliou Jonathan Roumie.

The Chosen: do financiamento coletivo a 770 milhões de views no mundo

Com a estreia da quarta temporada de The Chosen: Os Escolhidos se aproximando, o interesse em relação ao drama histórico baseado no ministério de Jesus de Nazaré e seus discípulos cresce. Para colocar os cinéfilos no clima da série, que será lançada primeiro nos cinemas, no dia 21 de março, o Metrópoles remonta a trajetória da produção: de um curta feito para o culto anual de Natal de uma igreja protestante dos EUA até ser traduzido para mais de 50 idiomas e ultrapassar a marca de 200 milhões de espectadores únicos em 175 países, incluindo o Brasil.

Criada, dirigida e co-escrita por Dallas Jenkins, The Chosen apresenta uma abordagem inédita para a passagem do Messias pela Terra, agora, sob a ótica de seus apóstolos e seguidores. O sucesso no Facebook incentivou o diretor a transformar o produto religioso em seriado e convidar Derral Eves para ser o produtor executivo.

O episódio piloto foi lançado em 2017, na plataforma cristã VidAngel, mas a barreira financeira fez com que o projeto fosse interrompido. Para tirar a ideia do papel, Jenkins e Eves realizaram o que se transformou no maior financiamento coletivo de que se tem notícia. A vaquinha custeou cerca de US$ 100 milhões (R$ 492 milhões, aproximadamente) das despesas da produção.

Com parte do dinheiro, Jenkins comprou uma propriedade no Texas (EUA), e reproduziu a cidade bíblica de Cafarnaum, onde se passa boa parte da trama. “Ela parece Israel em algumas partes, além de permitir que tenhamos nosso estúdio de gravação ao lado da nossa própria ‘vila de Cafarnaum’. Isso permite que fiquemos por perto e não precisemos viajar toda hora para filmagens, especialmente no meu caso”, explicou o diretor, em entrevista à Gazeta do Povo.

(Metropoles)


 Comentários
Dicas para te ajudar
TV Tudo Aqui