VIOLAÇÃO DA LIBERDADE - Após determinação de Moraes, contas do PCO são retiradas de redes sociais | Notícias Tudo Aqui!

VIOLAÇÃO DA LIBERDADE - Após determinação de Moraes, contas do PCO são retiradas de redes sociais

Compartilhe:

Partido chamou ministro de 'skinhead de toga' em publicação no Twitter e pediu dissolução da Corte

 

As contas nas redes sociais do Partido da Causa Operária (PCO) foram retiradas do ar do Twitter e do TikTok, depois de determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). A previsão é que perfis em outras plataformas sejam derrubados nesta quinta-feira, 23.

O PCO é investigado no inquérito sigiloso das “fake news” por causa de uma publicação no Twitter. Em 1º de junho deste ano, a legenda publicou críticas à Suprema Corte. Na postagem, o partido chamou Moraes de “skinhead de toga.” Moraes afirmou em decisões anteriores que o partido estava sob investigação por supostamente utilizar dinheiro público para realizar postagens antidemocráticas contra a Corte.

“Em sanha por ditadura, skinhead de toga retalha o direito de expressão, e prepara um novo golpe nas eleições. A repressão aos direitos sempre se voltará contra os trabalhadores! Dissolução do STF!”, publicou o perfil do PCO.

Na segunda-feira 20, Moraes mandou Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, Telegram e TikTok suspenderem os perfis do PCO, sob pena de multa diária de R$ 20 mil após a notificação.

O partido nega a acusação de atentado contra a democracia. “Nem o PCO recebe dinheiro público — exceto em período eleitoral — nem atentou contra as tais instituições, mas, sim, criticou a atuação dos ministros do Supremo e propôs, como parte de seu programa democrático, uma reforma do Judiciário”, diz trecho de nota da legenda.

(revistaoeste)


 Comentários
Noticias da Semana
Dicas para te ajudar
TV Tudo Aqui