AUMENTA TUDO, ATÉ O PÃO - Petrobras anuncia reajuste de combustíveis e gás e as projeções para a inflação sofrem nova elevação | Notícias Tudo Aqui!

AUMENTA TUDO, ATÉ O PÃO - Petrobras anuncia reajuste de combustíveis e gás e as projeções para a inflação sofrem nova elevação

Compartilhe:

Bastou a Petrobras anunciar reajuste no preço da gasolina para as previsões de inflação deste ano ficarem mais perto do teto da meta, de 4,50%

 

A Petrobras anunciou, nesta segunda-feira (8/7), o primeiro reajuste do ano no preço da gasolina e do gás de cozinha e as projeções de inflação começam a serem reajustadas novamente pelos analistas e as projeções para Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano ficam cada vez mais próximas do teto da meta de inflação deste ano, 4,50%.

Logo após o anúncio da Petrobras, a Warren Investimentos, por exemplo, elevou de 4,10% para 4,28% a previsão para a inflação oficial de 2024. Com isso, as projeções começam a ficar cada vez mais perto do teto da meta deste ano, de 4,50%, aumentando as chances de que a taxa básica da economia (Selic), atualmente em 10,50%, continue onde está.

Conforme dados do boletim Focus, do Banco Central, divulgado hoje a mediana das estimativas do mercado para o IPCA deste ano, subiu pela nona semana seguida, passando de 4%, na semana passada, para 4,02%, neste ano.

O IPCA de junho será divulgado na próxima quarta-feira (10/7), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Conforme dados do BC, a mediana das estimativas de 148 analistas do mercado prevê alta de 0,32% no indicador. Há quatro semanas, a previsão era menor, de 0,21%.

Primeiro reajuste do ano

Os combustíveis tem um impacto importante no IPCA e, por isso, as projeções de inflação devem seguir sendo elevadas para cima. Conforme o comunicado da Petrobras, a partir amanhã (9/7), os valores de venda de gasolina para as distribuidoras ficarão R$ 0,20 por litro mais caro, para R$ 3,01 o litro.

O último aumento nesse combustível ocorreu em 21 de outubro do ano passado. A companhia estima um impacto médio de R$ 0,15 no preço médio do litro da gasolina nos postos.

A estatal vai reajustar, a partir de amanhã, os preços do gás de cozinha nas distribuidoras em R$ 3,10, para R$ 34,70 por botijão de 13kg, em média. É o primeiro aumento do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) desde março de 2022. No ano passado, houve duas reduções, sendo uma em maio e outra em julho. 

De acordo com estimativa de Andréa Ângelo, estrategista de Inflação da Warren Investimentos, a alta da gasolina de R$ 0,20 centavos equivale a 7,15% na refinaria. Com isso, o aumento na bomba será em torno de 2,50%, segundo os cálculos da Warren, com impacto total no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)  de 0,13 ponto percentual, no ano, e de 0,09 ponto percentual em julho. O reajuste no GLP para R$ 34,70 o botijão de 13kg, terá efeito de 0,5 ponto percentual no IPCA de agosto.

Autora: Rosana Hessel

(correio braziliense)


 Comentários
Dicas para te ajudar
TV Tudo Aqui